segunda-feira, 18 de maio de 2015

Nada Dramática

Título: Nada Dramática
Autora: Dayse Dantas
Editora: Gutenberg

Camilla Pinheiro é uma aluna comum do ensino médio que passou a maior parte da adolescência sem se envolver nos dramas típicos da idade. Mas, em seu último ano de escola, com o vestibular cada vez mais próximo, ela não consegue mais escapar e os dramas a atingem com tudo. Contra a vontade, ela se vê envolvida em uma confusão com seu melhor amigo e seus interesses amorosos, começa a gostar de um menino da classe e ajuda colegas em uma revolução escolar. Em meio a uma rotina de estudos puxada, ela ainda arranja tempo para escrever contos sobre a Agente C e suas aventuras em um blog.

Já tinha ouvido falar bastante sobre Nada Dramática como exemplo de um YA brasileiro fácil de se identificar. Não são muito comuns livros sobre a nossa experiência escolar, então fiquei bem empolgada.

O livro não decepcionou nem um pouco. Gostei dos personagens, gostei do estilo de escrita delicioso da Dayse, achei o livro bem divertido e me identifiquei bastante com algumas das situações narradas, principalmente as partes mais voltadas aos estudos, já que tive uma adolescência totalmente sem graça sendo anti-social no meu cantinho. (Também me identifiquei com alguns acontecimentos totalmente aleatórios, como quando a Camilla e os pais estão assistindo a um programa sobre alces violentos.)

Gostei bastante da Camilla como protagonista. Ela é inteligente, divertida e tem umas tiradas ótimas! Os amigos dela também são muito legais e gosto do fato de que não são todos da mesma panelinha.

Se eu fosse apontar um defeito no livro seria o grande número de contos da Agente C. Eles não são ruins e alguns são até bem divertidos, mas durante a leitura eu estava ansiosa demais para saber o que aconteceria com a Camilla e cia. e acabava encarando os contos com certo desânimo.

4 comentários:

  1. Gostei muito do título do livro. Chama logo a atenção da gente, né? Parece ser legal. Só não entendi uma coisa. É romance?
    Beijo! ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduarda, é um bom título mesmo e tem tudo a ver com a protagonista. :P É romance, sim, mas tem uns contos curtinhos no meio.

      Excluir
  2. Gente.... qdo bati o olho achei que ia passar reto, mas com sua resenha fiquei super curiosa! Realmente o grosso dos YA é americano, quero ver como ficou esse brasileiro! Gostei da dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar do livro :)

      Excluir