terça-feira, 8 de maio de 2012

DL 2012 - O palácio de inverno

Título: O palácio de inverno
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das letras

Eu não estava lá muito animada para ler esse livro por várias razões: 

1) o tema (Revolução Russa) não é dos mais atraentes para mim; 
2) livro é meio comprido (453 páginas) para meus padrões atuais de menos é mais;
3) Gostei muito de O menino do pijama listado, do mesmo autor, mas O garoto no convés foi meio chatinho e eu esperava que o Palácio do inverno fosse algo mais no estilo do último;

Estava tão desanimada que o livro, comprado há mais de um ano, ficou intocado na estante e foi só o DL que me convenceu a lê-lo. E tenho que admitir que o livro foi uma boa surpresa.

Ele narra a história de Geórgui Danielovitch Jachmenev, um camponês pobre que quase acidentalmente salva a vida do grão-duque Nicolau Nicolaievitch, primo do czar. Em agradecimento, o czar oferece a Geórgui o cargo de guarda-costas de seu filho em São Petesburgo, o que é uma reviravolta e tanto na vida do camponês.

Em 1981, esse mesmo Geórgui Danielovitch Jachmenev vive em Londres e vê a saúde de sua amada esposa Zoia se deteriorar.

O maior mérito do livro, na minha opinião, é alternar um capítulo sobre o passado, a partir de 1915, e um sobre o presente, iniciando-se em 1981. Só que em vez de seguir cronologicamente, os capítulos do presente vão retrocedendo, até que a narrativa do passado e do presente se encontram. É um procedimento interessante, que faz com que você tenha que reavaliar constantemente a história à medida que o passado é revelado.

Tirando essa estrutura temporal, é um livro bem convencional, que poderia ser mais imprevisível. Mas mesmo assim, ele é delicioso de se ler, com boas doses de romance e que acaba montando um quadro da história do século XX na Europa. Achei que ia empacar nele, mas a leitura correu super bem, me senti entretida como não me sentia faz tempo (tá, também me senti assim quando li o da Natsuo Kirino mês passado).

Recomendo!


5 comentários:

  1. Oi, Ligia.
    Li o mesmo livro para o desafio literário! Gostei, mas não amei.

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interessante a forma diferenciada de constituição do livro, Ligia. Só por causa disso, já estou com vontade de lê-lo. Vai para a minha listinha! Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Nada como uma boa surpresa, né?
    Desse autor, só li O menino de pijama listrado, do qual gostei muito.
    Fiquei curiosa sobre essa estrutura de passado e presente que se encontram.
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Que sacada legal! Quero ler. :)

    ResponderExcluir
  5. Admito que ainda não foi o suficiente para chamar a atenção... Vai ficar parado na estante por mais um bom tempo :/

    ResponderExcluir